22 Outubro, 2020
Posted in Imprensa
22 Julho, 2020 Nicole Eifler

O que o Coaching nos ensina para a vida?

 

A premissa básica do Coaching é fundamentada nos princípios da teoria da aprendizagem adulta: “Os adultos são autónomos e auto-direccionados. Como adultos acumularam uma base de experiências e conhecimento de vida, eles precisam de interligar a aprendizagem com este conhecimento e experiência de base”. O coach corresponde a esta necessidade básica com duas actividades principais: perguntar e ouvir.

 

O Coaching é tão bem sucedido, bem aceite e gratificante porque o coachee vê as suas necessidades básicas satisfeitas em cada sessão. Na nossa interacção diária com os outros, esquecemo-nos muitas vezes que as pessoas com quem lidamos são também adultos e que apreciam a aplicação destes princípios. Em vez de respeitar estas necessidades, nas nossas interacções diária, optamos muitas vezes pelo comportamento contrário: falar e aconselhar.

 

 

 

Pergunte a si mesmo como se sente quando alguém lhe dá um conselho sem você ter pedido. Fica zangado? Sente que a pessoa se está a colocar acima de si? Sente-se inferiorizado? Se se sente assim, porque é que outra pessoa devia sentir-se diferente?

 

Pergunte a si próprio como se sente quando alguém não pára de falar e não o ouve. Sente-se como se fosse uma pessoa pouco interessante? Sente que não está a ser respeitado(a)? Acha que a outra pessoa se considera mais importante do que você? Se se sente assim, porque é que outra pessoa devia sentir-se diferente?

 

Ironicamente, vivemos numa sociedade em que as interacções sociais são necessárias e uma parte central das nossas vidas. Nós vivemos num contexto onde satisfazer as necessidades básicas de ser perguntado e ouvido é válido para toda a gente. Porém, apenas poucas pessoas parecem dar isto aos outros.

 

O Coaching tem sido um mercado em expansão nos últimos cinco anos. Será que se deve ao facto de nas sessões de coaching finalmente conseguirmos satisfazer estas nossas necessidades? Não sei. Mas aquilo que sei é que a aplicação das técnicas de coaching de questionamento e escuta, irá trazer no seu dia-a-dia muita satisfação às pessoas à sua volta.

 

Eu já o experimentei – não apenas como coach mas também no meu dia-a-dia – e vi a diferença. Não apenas nas pessoas com quem interajo, mas também em mim própria. Sinto-me realmente melhor a ouvir mais e a falar menos. Finalmente consegui conhecer o mundo interior das pessoas à minha volta. E a melhor coisa é: aprendi muito ao ouvir os outros. Toda a gente à nossa volta é única. Todas as pessoas têm a sua própria história e a sua própria experiência de vida. Através da escuta, descobrimos um mundo sob uma nova luz enriquecedora. Experimente.

Artigo orginalmente publicado a 09 de Outubro de 2017.

 

Outras Sugestões

Free eBook - Pandemic Lessons for Top Management Teams