1 Fevereiro, 2018
Posted in Imprensa
30 Maio, 2016 Nicole Eifler

O meu trabalho: Fonte de paixão e sofrimento

 

O dia tem 24 horas, das quais, se tudo correr bem, dormimos 8. Passamos cerca de 3 horas a tratar da nossa higiene e alimentação, outras 2 nos transportes de um lado para outro. Já sobram apenas 11 horas por dia, e num dia-útil utilizamos pelo menos 8 destas horas para trabalhar. Não surpreende que muitas pessoas escolham uma profissão que não é apenas uma profissão mas a sua vocação.

 

O trabalho é das instituições mais importantes na nossa vida. Passamos a maior parte da vida acordada no trabalho e é o sítio onde podemos satisfazer uma série de necessidades. Podemos realizar o nosso talento e afinidades. Implementamos o nosso conhecimento técnico que adquirimos na escola e faculdade. É o sítio que nos permite crescimento intelectual e onde encontramos a nossa auto-realização.

 

 

 

 

Encontrar satisfação na vida profissional leva-nos a um maior nível de satisfação na vida em geral. Tal como a nossa felicidade na vida privada influencia o nosso bem-estar na vida profissional, o nosso contentamento com o trabalho reflecte-se na vida privada.

 

O mundo está cor-de-rosa! Será?

 

As acções de auto-preservação das empresas geraram nos colaboradores a certeza da dispensabilidade. Com um mercado que tem um excesso de recursos humanos, as empresas ganharam o poder da escolha do melhor. Os colaboradores sentem a pressão do “novo contrato”: Damos-te propósito e reconhecimento enquanto nos trazes resultados e nos dás o teu capital intelectual.

 

As empresas têm que pensar em primeiro lugar na própria prosperidade. Ninguém lhes vai dar a mão se se afundarem. Mas também não podem esquecer-se de que as organizações são “unidades orgânicas”, que são feitas de pessoas. Pessoas que têm sentimentos e necessidades. Os psicólogos organizacionais têm isto em conta no seu trabalho. Focam-se no potencial humano das empresas, capacitam este potencial para levar a organização para frente.

 

Na Consulting House, a maioria dos nossos consultores são psicólogos e cientistas sociais com um profundo entendimento das necessidades das organizações e também das motivações das pessoas que fazem a empresa. Somos, por isso, capazes de juntar estas duas perspectivas nos nossos projectos de consultoria. Utilizamos o nosso know-how e experiência em projectos de mudança cultural dos nossos clientes para aumentar a eficácia da sua liderança.

 

Outras Sugestões

,
Free eBook - Pandemic Lessons for Top Management Teams