2 Maio, 2016
Posted in Blog
31 Dezembro, 2018 Amie Gavinho

Mais do que sorte

O novo ano está aí, por isso, coloco-lhe duas questões:

  1. Fez alguma resolução de ano novo para este ano de 2018?
  2. Conseguiu cumprir o seu objectivo?

 

Alguns estudos mostram que 45% dos americanos fazem resoluções de ano novo, no entanto, no final do ano, apenas 8% conseguiram cumprir o seu objectivo. Depois de apenas seis meses, quase metade dos americanos que fizeram uma resolução de ano novo desistiram de a cumprir.

 

O que acontece? Perdemos o controlo dos nossos objectivos, criamos desculpas e acabamos por desistir. E como nos sentimos? Frustrados, desapontados, até zangados com a vida.

 

Depois, olhamos para outros e vemos que foram bem-sucedidos:

  • O nosso vizinho conseguiu perder peso e está incrível. Deve ser sorte.
  • Os nossos amigos saem sempre a horas do trabalho. Deve ser sorte.
  • O nosso colega acabou de ser promovido. Deve ser sorte.

 

Tudo parece resumir-se a sorte, certo?

 

Deixe-me falar-lhe sobre um amuleto japonês de boa sorte, a Daruma Doll.

 

 

A Daruma Doll é um boneco fofinho feito de papel e cola que representa Bodhidharma, o pai do Budismo Zen. Os japoneses acreditam que estas bonecas trazem boa sorte, mas, mais do que isso, usam-nas para definir metas. Como?

 

Todos os anos compram uma Daruma Doll, reúnem-se com amigos e familiares e conversam sobre os seus objectivos. A boneca vem com dois olhos vazios. Eles pintam apenas um dos olhos e escrevem o seu objectivo nas costas da boneca. Só podem colorir no segundo olho quando atingem o seu objectivo.

 

Parece engraçado, mas como é que isso os ajuda a atingir um objectivo? Duas coisas:

 

  1. Efeito Cliffhanger. Imagine que está a assistir a uma série e pouco antes de descobrir quem é o “mau da história”, aparece no ecrã – continua… Os produtores sabem que iremos ficar espectantes. E este efeito é conhecido como o efeito Cliffhanger. As pessoas têm uma necessidade de plenitude. Ou seja, se algo está incompleto ou inacabado, cria-nos tensão. Com as séries, queremos saber como terminam. Com a Daruma Doll, todas as vezes que olharmos para um rosto incompleto, seremos relembrados e incentivados a alcançar o nosso objectivo, para podermos finalmente preencher o segundo olho.
  2. Ancoragem Social. Quando nos reunimos com amigos e familiares para colorir os da Daruma Doll, contamos o nosso objectivo, e criamos uma âncora social. Ao falar sobre o seu objectivo, compromete-se e cria expectativa. O mais provável é que alguém lhe pergunte: “Como vai o teu objectivo?”.

 

E, por isto, a Daruma Doll traz-lhe sorte, ao torná-lo accountable, enquanto é responsável por atingir o seu objectivo. Ninguém pode fazê-lo por si e o objectivo não se cumprirá sozinho. Em última análise, cada pessoa cria a sua própria sorte. A Daruma Doll serve apenas como lembrete, tornando muito mais difícil desistir dos seus objectivos.

 

Será, então, sorte que nos faz comer de forma saudável, perder peso e ficar em forma? Poderia ser mais do que sorte, por exemplo, boa gestão de tempo, que permite aos nossos amigos sair do trabalho a horas? Pode ser mais do que sorte, por exemplo, empenho, que levou à promoção do nosso colega?

 

Independentemente da resolução de ano novo, ou meta que estabelecemos para nós mesmos, é preciso mais do que sorte. É preciso compromisso, autodisciplina e um lembrete para não desistirmos.

 

Portanto, escolha o lembrete que melhor lhe convier, entre no novo Ano Novo e faça a sua própria boa sorte.

Outras Sugestões

Free eBook - Pandemic Lessons for Top Management Teams