28 Junho, 2006
Posted in Imprensa
22 Agosto, 2017 Melany Colmenero

Descubra o líder que quer ser

Já foi às compras este mês? Ou alguma vez? Gostava que se lembrasse da última vez que entrou num supermercado para fazer algum tipo de compras. Consegue lembrar-se porque escolheu o produto da marca X em vez do da marca concorrente?

Às vezes escolhemos por uma questão de preço, ou de qualidades do produto. Mas a maioria das ocasiões escolhemos os produtos pela associação que fazemos à sua marca. Existem inclusivamente marcas que compramos sem pestanejar. Algo no nosso cérebro nos diz que é bom e que teremos satisfação por comprar um computador da marca X em vez da marca Y. O nosso inconsciente já registou que é seguro, que vamos gostar e que podemos confiar.

Consegue nomear três ou quatro marcas reconhecidas e nas quais possa confiar, em Portugal ou no estrangeiro?

Provavelmente, sim.

Consegue nomear três ou quatro profissionais de referência na sua área?

Provavelmente sim.

Isto acontece porque tanto as marcas como as pessoas, a título individual, têm a si associada uma determinada marca, um conjunto de sinais que o identificam e que transmitem mais ou menos confiança.

A boa notícia é que você já tem uma marca, quer queira quer não a sua marca existe, é real!

A pergunta que se segue é: qual é a sua marca enquanto líder?

Como acha que as pessoas o(a) vêm? Qual acha que é a sua reputação? Será que está longe ou perto daquilo que gostaria de ser?

Pegue num papel e numa caneta e comece por responder a estas questões.

1. Quem sou eu enquanto líder?

2. Qual é o meu posicionamento perante a minha equipa?

3. O que verdadeiramente me apaixona na gestão de pessoas?

4. Quais são as características que me distinguem dos restantes gestores de pessoas?

5. O que é que a minha marca proporciona à minha equipa?

6. O que é que a minha equipa ganha em ter-me como chefe?

O objectivo deste exercício é facultá-lo(a) com uma visão rápida da sua marca actual. Depois de responder a estas perguntas analise-as, uma a uma e filtre aquilo que é realmente importante para si, tendo em mente sempre “Qual é a imagem que quero transmitir ao mercado?”

Com base neste trabalho poderá começar a estrutura a sua marca e começar a alimentá-la. Cuide da sua marca. É única e intransmissível.

A finalidade é uma: “vender-se”! Quer seja à sua empresa, à sua equipa, aos seus clientes, ao mercado.

Precisa de apoio neste domínio? A Consulting House tem a solução adequada. Entre em contacto connosco para conhecer melhor as nossas soluções.

Outras Sugestões

,
Free eBook - Pandemic Lessons for Top Management Teams