21 Dezembro, 2020
Posted in Blog
22 Julho, 2020 Ricardo Vargas

Coaching para a Liderança

In Human

O coaching de liderança tem especificidades que decorrem das exigências da função do coachee. Quando alguém com funções executivas recorre ao apoio de um coach para desenvolver as suas competências de liderança, tem habitualmente uma ideia clara do que espera obter. Desde logo porque foi identificado um gap no seu exercício de gestão de pessoas. Pode ter sido identificado pelo próprio coachee, pelo sistema de avaliação da empresa, pelos colaboradores em survey interno, pela chefia directa ou pelos resultados que teimam em não aparecer. Há ainda o caso comum de preparar o coachee para o próximo nível de carreira. Mas existe sempre um gap suficientemente expressivo para gerar desconforto com as práticas de liderança.

 

 

 

 

Iniciar um processo de coaching neste contexto implica termos uma sensibilidade grande em relação a resultados e timing. Todas as pessoas que rodeiam o coachee estão a monitorar o seu comportamento; a registar, apoiar ou dificultar as mudanças pretendidas. Ao contrário de outros tipos de coaching, este está muito exposto. Se resulta ou não, vê-se.

 

Por isso o coach deve ter uma capacidade de trabalhar estrategicamente o longo prazo com o coachee, sem deixar de o apoiar a produzir resultados no muito curto prazo. É preciso resolver os problemas de hoje de forma a criar espaço para trabalhar os de amanhã. Ao mesmo tempo que se aprofunda no coachee a compreensão do sistema complexo que a empresa é, para maximizar a sua eficácia.

Artigo originalmente publicado a 28 de Fevereiro de 2017.

Outras Sugestões

,
Free eBook - Pandemic Lessons for Top Management Teams