O LUGAR DOS CAMPEÕES


Por Ana Cruz

Já reparou que ultimamente temos sido bem-sucedidos em várias modalidades desportivas?

Será isto um acaso? Ou uma questão de liderança e de auto-motivação? Provavelmente uma combinação das últimas duas.

Fernando Santos disse: "Só volto para Portugal dia 11 de Julho.” O que pensaram os seus jogadores/equipa quando o ouviram dizer esta frase? Provavelmente que o líder confiava no desempenho deles e que era possível alcançar o resultado esperado.

Em contexto organizacional, à semelhança de uma equipa de futebol, onde o treinador exerce o papel de líder, os chefes ou os gestores de uma empresa desempenham o papel de líderes com as suas equipas. Os líderes, sendo eles do contexto empresarial ou não, são o elemento que dá foco, dá motivação, dá inspiração, dá conhecimento e dá a estratégia que permite à Equipa e à Organização avançar para os próximos níveis.

Por outro lado, os atletas para além da influência da liderança precisam de saber se auto-motivar para os enormes esforços físicos e mentais a que são sujeitos. O mesmo acontece nas organizações. Os colaboradores estão sob a liderança dos seus superiores hierárquicos mas isso não é suficiente para o seu desempenho. A auto-motivação é fundamental para o alcance dos objectivos, para a felicidade no trabalho e para assumir novas tarefas ou responsabilidades tendo em vista o seu desenvolvimento.

"Já perseguia esta medalha há 12 anos. Costuma dizer-se que à terceira é de vez... à quarta é medalha", disse Telma Monteiro depois de ganhar a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Foi o foco, a ambição e a certeza que o seu dia ia chegar que a levou até aquele momento de realização profissional.

O alcance de resultados não se consegue sozinho. É o resultado de um esforço colectivo e de uma dinâmica exemplar entre líder-colaborador ou treinador-atleta.


voltar