AS CONVERSAS DIFÍCEIS QUE PRECISAMOS DE TER…


 
Por Melany Colmenero

Hoje devia ser um dia normal, como qualquer outro. Mas você acordou ansioso, está desconfortável e não sabe como vai gerir a conversa que vai ter com o seu colaborador logo ao final da manhã. Os tempos que correm são de mudança, a sua empresa não é diferente das demais, o colaborador "Manuel” é um bom colaborador mas com a fusão que se adivinha, provavelmente não vai ter lugar na nova estrutura.
 
Não sabe ao certo como vai abordar este assunto, e no caminho para a empresa tenta organizar no seu pensamento a melhor maneira de começar: "Manuel, tens sido um óptimo colaborador, o teu esforço e desempenho são notáveis, quero que saibas que nunca tivemos dúvidas de como és valioso, mas sabes como o mundo dos negócios funciona nos dias que correm e há uma coisa que preciso de conversar contigo…”. Se o leitor já teve uma conversa difícil sabe como pode acabar esta. O "Manuel” fica cada vez mais ansioso ao longo da conversa, depois irritado, desolado e não compreende o que lhe disse. Ninguém gosta de comunicar más notícias e você fez o que tinha de ser feito.
 
Notícias como esta são comunicações inevitáveis que não podem ser adiadas e normalmente geram ansiedade tanto a quem as dá como a quem é alvo delas. Há uma maneira agradável de o fazer? Não. Mas existem algumas técnicas que tornam a comunicação mais eficaz. 
 
Para uma comunicação bem-sucedida de más notícias podemos considerar alguns princípios gerais, como por exemplo: ser objectivo na comunicação da informação, evitar confusão na transmissão da informação (i.e., não fazer rodeios) e respeitar as emoções do outro, conduzindo a conversa sem assustar logo à partida.   
 
Ter de comunicar despedimentos, fusões, alterações de função, ter de informar um colaborador que teve um comportamento indesejado que vai ser alvo de um processo disciplinar ou dizer à "Maria” que as suas férias não poderão ser na data que ela as pede, são alguns dos exemplos do rol de conversas difíceis que um Líder enfrenta no seu dia-a-dia.
 
Não deixe que estas conversas sejam conversas difíceis. Prepare-se a si e a sua equipa para estes momentos.

voltar